Divulgando: 72 ANOS do AMALÁ DE XANGÔ TERREIRO DE MÃE AMARA

seminario-oba-aganju-ogbo-aye-fe-devocao-e-tradicao-72-anos-do-amala–o-banquete-de-xango

72 ANOS DO AMALÁ DE XANGÔ DO TERREIRO DE MÃE AMARA

O nosso Terreiro celebra 72 anos de tradição do candomblé na universidade UFPE.

O mungunzá já está no fogo e as comidas sendo preparadas. Na quarta-feira, 21 de junho, começa o SEMINÁRIO OBÁ AGANJÚ OGBÔ AYÊ: FÉ, DEVOÇÃO E TRADIÇÃO: 72 ANOS DO AMALÁ – O BANQUETE DO REI

Serão rodas de conversas, palestras, gastronomia, dança, oficinas, fórum de pesquisas e música. Essas e outras atividades serão realizadas no Centro de Educação e Centro de Artes e Comunicação/ UFPE.

Palestras
Ewe Obá: a folha do rei –Vera Baroni (Ebomi do Ilê Obá Aganjú Okoloyá; Advogada, Especialista em Direitos Humanos)
Obá Ajeum: Amalá de Xangô (comida sagrada) o Banquete do Rei – AnaLuiza Durand (Omorixá do Ilê Obá Aganjú Okoloyá; Graduanda em Ciências Sociais UFPE)

Fórum de apresentação de pesquisas realizadas no Ilê Obá AganjúOkoloyá

Hellaynne Sampaio
Fernanda Meira
Ester Monteiro
Ligia Gama
Irys Oliveira
Pedro Germano
Thiago Sá

O evento começa às 8h da manhã no auditório do Centro de Educação da UFPE.

O período da tarde contará ainda com oficinas
Obá A’Jô – Workshop de Dança com Hellaynne Sampaio
Obá Korin Workshop de Canto com Gabriela Sampaio
Obá N’Ilú – Workshop de Percussão/Illus com Maria Helena Sampaio.

Com o cair do sol, às 16h, será feito o Lançamento da Cartilha de Mãe Amara: “De Xangozinho à Obá Meji: a trajetória da Ialorixá Amara Mendes – Guardiã da Tradição Nagô em Pernambuco”

“Será um momento de falar sobre valorização, respeito a preservação da memória ritual e coletiva do terreiro. Promovendo a valorização e manutenção da tradição existente e a perpetuação do saber ancestral.”. Ressaltou a Filha biologica de mãe amara Maria Helena – Mestra da Cultura Popular reconhecida pelo MinC.

Sobre o Amalá de Xangô
A tradição do Amalá – o banquete – de Xangô é reconhecida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) como Patrimônio Cultural dos Povos e Comunidades de Matriz Africana
“O Amalá de Xangô é considerado uma celebração específica para o Orixá do Fogo, e a realização da ação assume um caráter festivo, no qual confraternizam a divindade e os filhos da casa.”,

Realizado anualmente pela tradição Nagô de Pernambuco, o terreiro de Mãe Amara, o Ilê Obá Aganjú Okoloyá, localizado no bairro de Dois Irmãos é quem deu inicio a festa.

Tudo começou com uma promessa feita por Mãe Amara ao seu Orixá Patrono Xangô Aganjú. Realizado sempre no mês de junho, em data próxima as festividades de São João, devido ao forte sincretismo do Santo Católico com o Orixá Xangô.

O compromisso votado a Xangô por Mãe Amara inicia com a realização do Amalá no mês de Junho, e a partir de então, todas as primeiras quartas-feiras de cada mês, até o mês de Janeiro do ano seguinte, no qual a última oferenda é feita no dia de Reis (06 de Janeiro).

Mais sobre a nossa tradição:

Um banquete para o rei – A celebração ritual do Amalá de Xangô consiste na oferenda a divindade de duas iguarias de sua predileção que são o Beguiri e o Amalá.

Beguiri: Iguaria elaborada com quiabo, castanha, amendoim, camarão e carne bovina, fartamente regado com azeite de dendê e temperado com pimenta, sal, cebola e cebolinha.

Amalá: consiste numa espécie de papa feita com farinha de mandioca e água.
Ambos são servidos ao Orixá em alta temperatura. Afinal Xangô é o dono do fogo!

Axe e Ancestralidade Nago!
Maria Helena Sampaio

#terreirodemaeamara
#salveonossoaxe
#obaaganjuexango
#IPHAN
#PATRIMONIOVIVO
#AMALADEXANGO2017

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s